• SEIM
    • *

    Ações da Mineropar

    Aqui você encontra os últimos termos que foram incluídos em nosso glossário. Para ler mais, consulte o índice.

    A :  B :  C :  D :  E :  F :  G :  H :  I :  J :  K :  L :  M :  N :  O :  P :  Q :  R :  S :  T :  U :  V :  W :  X :  Z : 

    Glossário de termos geológicos

    NADIR
    Ponto da esfera terrestre situado diretamente abaixo do observador.

    NÃO CONFORMIDADE
    Tipo de discordância que ocorre entre rochas sedimentares e rochas ígneas ou metamórficas mais antigas, que foram erodidas antes da deposição dos sedimentos sobre elas.

    NAPPE
    Unidade rochosa tabular deslocada, por grandes distâncias, sobre superfície predominantemente horizontal, por esforços compressionais. (I. Overthrust, Thrust Sheet).

    NAPPE DE CHARRIAGE
    Feição que se caracteriza pelo adelgaçamento do flanco inverso de uma dobra recumbente, promovendo um rompimento através de uma superfície de cisalhamento subhorizontal, denominada carreamento.

    NASCENTE
    Ponto no solo ou numa rocha de onde a água flui naturalmente para a superfície do terreno ou para um corpo d’água. O mesmo que fonte.

    NEBULOSIDADE
    Proporção do céu coberto por qualquer tipo de nuvens, sendo expressa em décimos de céu coberto. Cobertura de nuvens.

    NECK
    Forma de relevo testemunho de uma antiga chaminé vulcânica. É o conduto de um vulcão preenchido por lava solidificada, exposto e topograficamente realçado pela erosão seletiva que desgastou as rochas que constituíam o cone.

    NEOTECTÔNICA
    Ramo da tectônica relacionado com os movimentos atuais da Terra, podendo representar uma continuidade dos movimentos do passado. As estruturas neotectônicas desenvolvem-se no regime tectônico corrente, incluindo-se aí o estado de deformação que prevalece dentro de uma região intraplaca.

    NESOSSILICATOS
    Silicatos cujos tetraedros de SiO4 apresentam-se isolados, estando unidos entre si através das ligações iônicas, pelos cátions intersticiais.

    NÊUTRON
    Partícula com carga elétrica nula, constituinte do núcleo do átomo e cuja massa de repouso corresponde a aproximadamente 1,008 uma (unidade de massa atômica). Fora do núcleo é uma partícula instável que se dissocia espontaneamente, em 12 minutos. De acordo com suas energias os nêutrons são classificados em : térmicos, intermediários, rápidos e relativísticos.

    NÉVOA
    Fenômeno que reduz a transparência da atmosfera ocasionado pela concentração de finas partículas de sal dos oceanos, poeiras ou gotículas da água em suspensão na baixa atmosfera quando o ar apresenta-se estável.

    NÉVOA SECA
    Denominação genérica utilizada para os materiais particulados secos em suspensão, quando a visibilidade horizontal é superior a 1 000m e a umidade relativa é inferior a 80%.

    NÉVOA ÚMIDA
    Fenômeno meteorológico semelhante a um nevoeiro tênue, no qual as partículas são mais dispersas e em geral menores, enquanto a visibilidade horizontal é superior a 1 000m.

    NEVOEIRO
    Fenômeno meteorológico caracterizado pela presença de partículas de água muito pequenas, produzidas próximo à superfície terrestre, e que reduzem a visibilidade horizontal a menos de 1 000m.

    NICHO AMBIENTAL
    Refere-se ao ambiente que rodeia um organismo ou grupo de organismos numa área reduzida (comparar com habitat).

    NITOSSOLO
    Solo constituído por material mineral, com horizonte B nítico de argila de atividade baixa, textura argilosa ou muito argilosa, estrutura em blocos subangulares, angulares ou prismática moderada ou forte, com a superfície dos agregados reluzentes, relacionada a cerosidade e/ou superfícies de compressão.

    NITRIFICAÇÃO
    Processo de conversão da amônia em nitratos, passando por nitritos como etapa intermediária, pela atuação de bactérias aeróbicas denominadas nitrobactérias. Este processo é utilizado como indicador de poluição, sendo que a presença de nitritos indica poluição recente, enquanto a de nitratos indica poluição mais remota.

    NITRILAS
    Compostos orgânicos que apresentam o grupamento funcional cianogênio diretamente ligado à cadeia carbônica, sendo derivadas teoricamente do HCN, pela substituição do átomo de hidrogênio pelo radical alcoíla ou arila.

    NITROBACTÉRIA
    Bactéria autotrófica e quimiossintetizante, que oxida nitrito a nitrato, para obtenção da energia necessária à síntese de alimento orgânico.

    NITROFENOIS
    Pesticidas orgânicos sintéticos que contém em sua molécula, átomos de carbono, hidrogênio, nitrogênio e oxigênio.

    NITROSSOMONA
    Bactéria autotrófica quimiossintetizante, que oxida amônia a nitrito, para obtenção de energia necessária à síntese orgânica.

    NÍVEIS DE QUALIDADE DO AR
    Concentrações sucessivas de gases poluentes que indicam condições cada vez mais perigosas para a saúde. Os níveis de qualidade do ar foram baixados pela Resolução nº 03, de 28.06.90, do CONAMA, como critério para a elaboração e a execução de planos de emergência para episódios críticos de poluição do ar. Assim, a resolução estabelece as condições de qualidade do ar em que, mantidas as emissões e as condições meteorológicas desfavoráveis à dispersão de poluentes por mais de 24 horas, devem ser declarados os níveis de atenção, de alerta e, em caso extremo, de emergência, tomando as autoridades ambientais competentes as medidas necessárias a prevenir risco grave à saúde da população. (FEEMA - Dicionário Básico do Meio Ambiente).

    NÍVEL DE ÁGUA
    Altura da água, ou cota da superfície de uma massa de água livre, em um ponto dado, referida ao nível médio do mar.

    NÍVEL DE ÁGUA SUBTERRÂNEA
    Altura, em determinado tempo e local, da superfície freática ou piezométrica de um aqüífero.

    NÍVEL DE BASE DE DEPOSIÇÃO
    O mais baixo nível a que um grupo de agentes exodinâmicos pode rebaixar determinada superfície. O nível de base de erosão é, por conseguinte, o limite inferior, abaixo do qual não pode haver mais erosão. O nível do mar (ou nível zero) é o nível de base final.

    NÍVEL DE BASE DE UM RIO
    Ponto limite abaixo do qual a erosão das águas correntes não pode agir, constituindo o nível mais baixo que o rio pode chegar sem prejudicar o escoamento de suas águas. O nível de base de todos os rios é o nível do mar. Qualquer variação do nível de base de um rio acarreta modificações erosivas, ocasionando uma parada ou então uma retomada da erosão.

    NÍVEL DE ENERGIA
    Energia cinética relativa a um ambiente aquático devido a ação das ondas e/ou correntes. De acordo com esse nível, os ambientes aquáticos são classificados em ambientes de alta energia e ambientes de baixa energia.

    NÍVEL DINÂMICO
    Nível em que a água se mantém num poço bombeado a uma determinada vazão. É medido em relação à superfície do terreno.

    NÍVEL ESTÁTICO
    Posição do nível da água de um poço, quando este não está sendo submetido a bombeamento, e que alcançou o equilíbrio com a pressão atmosférica (sin.: nível hidrostático).

    NÍVEL FREÁTICO
    O mesmo que nível de água subterrânea. (Sin.: nível piezométrico).

    NÍVEL HIDROSTÁTICO
    O mesmo que nível estático.

    NÍVEL PIEZOMÉTRICO
    O mesmo que nível de água subterrânea (Sin.: nível freático).

    NIVELAMENTO
    Processo geodésico utilizado para a determinação de cotas ou altitudes no terreno visando a elaboração do mapa altimétrico de determinada área.


    Unidade de velocidade utilizada em navegação e que corresponde a 1 milha náutica (1852 m) por hora.

    NÓDULO (Pedologia)
    Corpo cimentado que pode ser removido intacto do solo, carecendo de uma organização interna ordenada.

    NOMENCLATURA
    É o sistema de referência das folhas que compõem uma carta, através de tipos (letras) e algarismos (romanos e arábicos) (Ex.: SF.23-Y-B-I-2). Este sistema de referência é baseado na Carta Internacional ao Milionésimo.

    NORMA
    Composição mineral hipotética de uma rocha magmática, calculada com base em certas regras definidas (leis da formação dos minerais nos magmas). Em geral difere da composição mineral real ou moda.

    NÚCLEO TERRESTRE
    Parte central da Terra situada a uma profundidade de, aproximadamente, 2900 quilômetros, abaixo da descontinuidade de Weichert-Gutemberg, limite com o Manto Inferior, até cerca de 6700km. Sua composição provável é de uma liga de ferro e níquel.

    NÚMERO DE MASSA
    Número de prótons e nêutrons (núcleons) presentes no núcleo de um elemento.

    NÚMERO MAIS PROVÁVEL (NMP)
    De acordo com a teoria estatística, é o número que, com maior probabilidade que qualquer outro, fornece a estimativa do número de bactérias em uma amostra. Expresso com densidade de organismos por 100 ml" (ABNT, 1973).

    NUTRIENTE
    Qualquer substância do meio ambiente utilizada pelos seres vivos, seja macro ou micronutriente, por exemplo, nitrato e fosfato do solo.

    NUVEM
    Agregado constituído por gotículas de água, extremamente pequenas, de cristais de gelo, ou de uma mistura de ambas, que apresenta sua base bem acima da superfície terrestre. A nuvem é formada principalmente devido ao movimento vertical do ar úmido, como na convecção, ou ascensão forçada sobre áreas elevadas, ou ainda no movimento vertical em larga escala associado a frentes e depressões. Com base no aspecto, estrutura, forma ou aparência e também altura de ocorrência, as nuvens são classificadas em dez tipos básicos.